Teatro para rir e pensar

A comédia “Histeria”, dirigida por Jô Soares, terá sessões de hoje a domingo na capital paraense



O encontro inusitado entre Freud e Salvador Dalí é o grande foco do espetáculo “Histeria”, que tem direção de Jô Soares. A peça, que entra em cartaz hoje, em Belém, é uma adaptação da comédia teatral escrita em 1933, pelo autor britânico Terry Johnson. Sucesso de público e crítica, agora a versão brasileira da montagem chega à capital paraense e poderá ser vista até domingo, no Theatro da Paz. Hoje e amanhã, as sessões são às 21h e no domingo, às 18 horas.
Ambientada em Londres, no fim dos anos 30, a comédia promove a junção entre a psique humana e o delírio imaginário, quando Sigmund Freud recebe, em seu consultório, uma visita do pintor Salvador Dalí. Na trama, Freud, já perto da morte, acabara de escapar da Europa nazista. Perturbado, ele é visto em situações comicamente atrapalhadas, para o encanto do mestre surrealista.
Em uma das sequências mais marcantes da peça, Freud encontra-se segurando uma bicicleta coberta por caramujos, com uma das mãos presa dentro de uma galocha e com a cabeça enfaixada numa espécie de turbante. Segundo Jô Soares, todas essas histórias de ficção são inspiradas em fatos reais.

Fonte: Site de O Liberal Online (Texto e fotos)

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA