Feira do Livro: SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO ENALTECE CONTRIBUIÇÃO DA FEIRA À APRENDIZAGEM

  A secretária de Estado de Educação, Ana Claudia Hage, visitou a XXI Feira Pan-Amazônica do Livro, no Hangar, neste domingo(4). No final da manhã, a titular da Seduc percorreu estandes do evento promovido pelo Governo do Estado e coordenado pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult). Ela se reuniu com profissionais de Educação e estudantes no estande da Secretaria de Educação na Feira. Ana Claudia interagiu com estudantes reunidos em partidas de xadrez escolar, contatou com técnicos do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares (Siebe) e concedeu entrevista ao Projeto Rádio Escola, no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE Belém) no estande.
“O livro é sempre um parceiro da Educação”, enfatizou a secretária ao ser entrevistada, na rádio, pelo apresentador Antônio Jorge, ao lado da professora Vânia de Castro, do NTE Belém. O programa da Rádio Escola foi transmitido em web rádio e escutada, inclusive, por estudantes que trocaram mensagens com a entrevistada durante o programa.

Parceria e aprendizagem

A realização da Gincana Literária na Feira do Livro, mediante parceria da Secult e Seduc, reunindo estudantes de escolas públicas estaduais que desde março estudaram a vida e obra de autores paraenses foi elogiada pela secretária Ana Claudia. “Eu comentava há pouco com a coordenadora do Siebe, Arilene Piedade, que trabalha em prol da Feira do livro e outras ações de leitura o ano inteiro, acerca do sucesso da Gincana Literária. Entre tantos avanços que a Feira traz está o fato de fazer com que esse aluno comece a valorizar, a dar importância à questão literária, da leitura.  A gente sabe que um bom leitor é um bom escritor, um bom leitor é aquela pessoa que vai ter uma boa fala, criatividade, ter um bom futuro. E isso é bom que a gente esteja desenvolvendo desde a primeira idade”, afirmou.

    A Feira do Livro registra a cada ano o envolvimento não apenas dos estudantes e professores, mas, também, da comunidade como um todo, como assinalou Ana Claudia Hage. “A gente observa pessoas de todas as idades circulando nos corredores e estandes da Feira. A família já trazendo aquela criança de colo para olhar os livros, para ver os alunos jogando xadrez. Família e educadores valorizando a Feira do Livro. O livro é parceiro da Educação e vai ser um parceiro eterno. Então, é família se conscientizando disso também”, pontuou.
    
    A atuação dos professores promovendo a participação das comunidades escolares na Feira do Livro é algo que chamou a atenção da titular da Seduc. Os próprios educadores como protagonistas do processo pedagógico nas escolas são incentivados pelo Governo do Estado, por meio do Credlivro (Programa de Formação Continuada) disponibilizou R$ 4 milhões para os profissionais de Educação para adquirir livros na Feira.

     “Eu quero ressaltar o trabalho importante do professor. Ele é o maior divulgador e quem faz a comunicação desta Feira na escola. É gratificante ver que o nosso colega professor, professora, leva para dentro da sua sala a valorização desse trabalho, e a Secretaria que cuida da educação do povo fica agradecida e feliz em saber que nós temos no nosso quadro profissionais comprometidos com o aprendizado, e esse aprendizado começa, também, lendo um livro”, concluiu.

Eduardo Rocha / Ascom-Seduc  
Fotos: Rai Pontes

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA