Feira do Livro: CARTUNISTAS BUSCAM A SAÍDA PARA ESCAPAR À CRISE NOS JORNAIS IMPRESSOS



A crise nos jornais impressos e os caminhos do artista gráfico foram tema de debate neste domingo (28) na XXI Feira Pan-Amazônica do Livro. A programação contou com a participação de André Hippert, Evandro Alves e Lúcio Oliveira que debateram sobre a crise na comunicação e as alternativas encontradas por eles para continuar divulgando o seu trabalho como cartunista.

O debate foi mediado Pelo cartunista Biratan Porto que apontou a crise no jornalismo impresso em oposição à vontade do leitor em acessar notícias atualizadas em tempo real. “As pessoas estão deixando de ler o jornal. Poucos, realmente, estão mais interessados e também existe um preconceito da nova mídia com os jornalistas antigos”, afirma.

O cartunista Lúcio Oliveira, criador do personagem “Edibar”, lamentou a diminuição do mercado de trabalho e fez uma projeção pouco otimista para o jornalismo tradicional. “O impresso está chegando ao fim, perdendo espaço para o eletrônico e com isso também perdemos espaços. Temos que nos aprimorar mais e ter conhecimento em outras áreas. Eu tenho muito amigo que perdeu o emprego de jornal e faz outras coisas, mas brasileiro dá um jeito e se reinventa sempre. Eu tive sorte porque criei um personagem que caiu no gosto popular, quando ligo para os jornais para oferecer meu serviço, eles acabam aceitando. Infelizmente isso não acontece com todos”, observa o cartunista.

Evandro Alves, além que além de cartunista é geógrafo, a chave para sobreviver é usar a criatividade a seu favor para não perder espaço e nem postos de trabalho. “Eu acredito mais no artista se reinventando do que sobreviver a essa crise. Não existe fórmula pronta e cada artista vai achando seu caminho nesse matagal de crise. Atualmente faço publicações para a Folha de São Paulo e Le Monde Diplomatique Brasil, mas também sou funcionário do Banco do Brasil. Vou enfrentando a crise dessa maneira e consigo me adequar com mais calma e menos urgência”, diz.

Serviço: XXI Feira Pan-Amazônica do Livro
Período: 26 de maio a 4 de junho de 2017
Local: Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia
Horário: 10 às 22h0
Entrada franca
Programação completa em: www.feiradolivro.pa.gov.br

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA