Crônica da Atualidade: Dicas para quem quer ser um bom vendedor




    Dia desses, passeando em uma praça da cidade de Belém, deparei-me com um vendedor de brinquedos, daqueles que se encontra nos arraiás das paróquias, como por exemplo, um papagaio batendo as asinhas feitas em madeira e empurrado pelo vendedor. Aquele cidadão que oferecia seu produto, poderia ser aproveitado por uma loja, pois a forma com que ele apresentava o brinquedo usando o bom humor, cativava os supostos compradores que admiravam sua forma de mostrar o brinquedo para as crianças, através de gestos e palavras de apelo aos pais: "você já foi criança e seu pai um dia lhe deu um brinquedo de presente" falava o sorridente homem. Como não recebia a resposta positiva, ele adiantava os passos e abordava o "cliente" com mais palavras que propagandeavam o produto:


    "E então, você resolveu fazer seu filho ou seu neto mais feliz?"
Acompanhei a insistência de vendedor e quando ele nem bem esperava, o chamei e adquiri o brinquedo por um preço negociado, pois pedia valor expressivo. Fiz a minha proposta e ele aceitou, recebendo de mim um aperto de mão e votos de sucesso em sua próxima jornada. Que essa reflexão sirva de exemplo para quem é vendedor e sabe como oferecer o produto ao cliente sem que ele fique aborrecido. Usar a alegria e o bom humor são ferramentas imprescindíveis para quem quer ser um bom vendedor.


Fotos: Divulgação/google

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA