Pedrinho Cavallero interpreta músicas de Dorival Caymmi

Compositor paraense recebe convidados para cantar obras do grande nome da MPB

Se vivo fosse, o cantor e compositor baiano Dorival Caymmi completaria 102 anos neste mês de agosto. Considerado como uma lenda na história da música popular brasileira, Caymmi, que era descendente de italianos, pelo lado paterno, e negros, pelo lado materno, compôs mais de 100 músicas. Grande parte delas sobre os costumes e tradições da Bahia, que ainda hoje fazem sucesso no Brasil e ao redor do mundo pelo estilo marcante e genial de suas letras e melodias.
Para comemorar a data, o cantor e compositor paraense Pedro Cavallero, com mais de 40 anos de estrada na música, apresenta, na sexta-feira, dia 12, o show “Cavallero Canta Caymmi”, ao lado de Tinnoko Costa (piano, arranjos e direção musical), Mário Jorge (contrabaixo) e João Bererê (bateria), tendo, ainda, as participações especiais de Léo Meneses, Andréa Pinheiro, Gigi Furtado e Patrícia Rabelo, que somarão nos vocais.
“Será um show para cantar e se divertir, muito alegre, como era a alma de Caymmi, ídolo de todos nós compositores”, diz Pedro Cavallero, empolgado com a oportunidade de poder cantar o repertório do baiano que um dia disse numa canção: “Peguei um ita no Norte e fui pro Rio morar, adeus meu pai, minha mãe, adeus Belém do Pará”. A música, composta nos anos 1930, celebra a história de um jovem que se despede da família para tentar vencer na cidade grande, e parte no ita, uma espécie de embarcação que transportava carga e passageiros entre o Norte e o Sul do Brasil. 

Edição: Roberto Lisboa
Fonte: O Liberal/Magazine

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA