Grande encontro das artes

A diversidade cultural da região amazônica ganha destaque no Sesc Boulevard a partir do próximo sábado

Toda a diversidade, intensidade e conexão da arte produzida na amazônia brasileira estará presente na 9ª edição do Sesc Amazônia das Artes que começa no próximo sábado, dia 6. O projeto do Serviço Social do Comércio (Sesc), para a circulação e intercâmbio das artes, tenta desconstruir a ideia de que não é possível fazer arte fora dos grandes eixos do sul e sudeste. Dez artistas brasileiros, que estão identificados como Amazônia geograficamente e politicamente, trazem seus trabalhos com potência criativa, inquietações e provocações.
Este ano, quatro projetos realizados por artistas paraenses foram contemplados pelo Amazônia das Artes e irão brilhar em todos os estados da Amazônia Legal: a exposição “Alistamento”, de Éder Oliveira; o show “Pregões Melodia Das Ruas”, do Grupo Quaderna e os filmes “Encantada do Brega”, de Leonardo Augusto e “Ribeirinhos do Asfalto”, de Jorane Castro. Ao mesmo tempo em que as questões naturais aproximam os artistas da região, os interesses estéticos se mostram diversos e intensos. No Pará, o evento vai até dia 21 de agosto no Centro Cultural Sesc Boulevard, em Belém, com entrada franca.

Edição: Roberto Lisboa
Fonte: O Liberal/Magazine

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA