“A safadeza já cansou”

Autor de “Êta mundo bom”, que termina dia 26, Walcyr Carrasco diz que a novela faz sucesso porque Candinho tem “os valores que queremos”

No ar desde janeiro, “Êta mundo bom” é a novela das 18h mais vista dos últimos anos, segundo o Ibope. Em São Paulo, a audiência média (27 pontos) é a maior desde 2007 (com “O profeta”). No Rio (30 pontos), desde 2009 (“Paraíso”). Agora, a novela de época escrita por Walcyr Carrasco entra em sua reta final. “Êta mundo bom” termina no próximo dia 26, dando lugar a “Sol nascente”, de Walther Negrão. Inspirada no conto “Cândido”, lançado em 1759 pelo filósofo Voltaire (1694-1778), a trama parte da máxima de que “tudo que acontece de ruim na vida da gente é para melhorar”. E é justamente a isso que Carrasco credita o sucesso da história, protagonizada pelo caipira otimista Candinho (Sergio Guizé), cujo melhor amigo é um burro.
“Acho que a novela avançou ao mostrar que é possível, sim, fazer uma história apostando em valores, em otimismo, em leveza e esperança. Queria uma trama que despertasse uma sensação boa na pessoas e acho que conseguimos”, diz o autor.

Edição: Roberto Lisboa
Fonte: O Liberal/Magazine

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA