Casa das Artes tem espaço dedicado à pesquisa da arte

Biblioteca Vicente Salles reúne material sobre diversas linguagens artísticas


Considerado um dos mais importantes pesquisadores do século 20, Vicente Salles empresta seu nome também para um espaço dedicado à pesquisa, ao estudo e à experimentação, envolvendo diversas linguagens artísticas. Patrono da biblioteca que leva seu nome, na Casa das Artes da Fundação Cultural do Estado do Pará (FCP), é lá também que foi lançado, no mês de junho, o livro “Música e Músicos do Pará”, a terceira edição de uma obra que começou a ser escrita na década de 50. 
De acordo com a diretora da Casa das Artes, Célia Jacob, o local não poderia ter outro nome a não ser o de Salles, devido a sua representatividade em todas as áreas artísticas, percorrendo estudos que foram do erudito ao popular. “Ninguém mais adequado para dar nome a esta biblioteca do que Vicente. Dono de um acervo imenso, um pesquisador voraz, ele representa tudo o que pensamos para este espaço, voltado para o estudo e pesquisa, rotinas tão bem cultivadas por ele ao longo da vida”. 
Vicente era um frequentador assíduo da Casa das Artes, à época Instituto de Artes do Pará (IAP), local onde colaborou com diversos projetos e publicações editadas pelo órgão. A biblioteca Vicente Salles, inaugurada no mês de junho, abriga todo o acervo bibliográfico do pesquisador, entre algumas obras disputadas, como o Negro no Pará, e doações de outros estudiosos da música e literatura como o maestro Jonas Arraes, o escritor Paulo Nunes e a viúva de Vicente, Marena Salles. 

Edição: Roberto Lisboa
Fonte: ORM

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA