A magnitude de um setor que aponta evolução

Crônica da Atualidade por Paulo Vasconcellos



Contar o tempo é também evoluir, pois a continuidade dos passos referenda que a Cultura de um povo seja elevada sempre em busca de progressão e para que isso venha a acontecer, fazer a somatória de tudo é destacar o que se tem de parâmetro, até que se chegue ao ponto essencial.
A centralização deste texto tem como objetivo principal destacar a literatura evolutiva que condiz com a realidade e Capanema tem crescido sobremaneira nesse aspecto com produções que vão desde pequenos romances, simétricas composições de poesias, contos que consistem no âmbito da ficção e até registros de fatos históricos, sem que sejam esquecidos alguns gêneros que possibilitem maior empenho das autorias.
Escrever sobre qualquer tema não é tarefa das mais suscetíveis, entretanto, como os desafios precisam ser colocados em prática, sinto-me horado em poder contribuir com minhas ideias através de um contexto que tem a literatura como espelho que brilha constantemente, elevando os conhecimentos de quem milita na arte de escrever e contribuir com a área educacional.
Os conceitos se multiplicam e o tema escolhido para ser apresentado em um ambiente que destaca os colóquios, regimentam e alimentam meus pensamentos que se somam as defesas de teses ou quaisquer outros itens e conotar a evolução da literatura capanemense como manifestação pluralizada, requer perícia atrelada ao equilíbrio, para que o prumo desejado seja alcançado. Sendo assim, estou inserindo neste artigo, a grandeza da Literatura através de autores e suas respectivas produções, todas chanceladas como verdadeiras obras-primas abonadas por literatos que juntaram suas ideias para edificarem projetos, muitas vezes engavetados há anos e posso avalizar de cátedra, pois fiquei no anonimato por muito tempo até me encorajar e apresentar uma produção poética, selecionando várias composições que eu as mantinha guardadas.
Como não devo usar apenas meu nome na plataforma evolutiva da literatura, aproveito para enobrecer os trabalhos produzidos por alguns de meus pares, porque eles representam por demais a bravura de quem se esmerou o máximo para escrever algo e posteriormente publicar. Contudo, tenho a convicta certeza que muitos desses pares vão acumular obras e outros surgirão com trabalhos averbados para substanciarem os passos que me referi no início desta dissertação.
Talvez, para contribuir com o trabalho da Universidade Federal do Pará, eu tenha deixado de cumprir algumas regras gramaticais na definição que refere-se o assunto a mim destinado, mas acredito que ao destacar imprescindíveis e notáveis apontamentos de artistas que se dedicam à literatura, aumenta ainda mais a minha convicção de contributo ao que me foi confiado, pois a cidade de Capanema tem crescido bastante sua representatividade cultural no aspecto conceitual, acumulando conquistas coletivas, através da inclusão de entes que tem rompido fronteiras ao participarem de eventos realizados dentro e fora do País.
Por fim, chega o momento de sublinhar cada nome que representa a literatura capanemense e usar até fontes que possibilitem melhor assimilação para quem for ler o que está escrito nesta retórica que leva minha assinatura de próprio punho para que fique registrada nos anais da UFPA/Campus de Capanema, a título de contribuição. No mais, faço constar nesta missiva, relação dos títulos e seus autores, a serem apresentados por meus colegas da Academia Capanemense de Letras e Artes-ACLA, como comprovação dos passos que foram dados desde a corajosa iniciativa do saudoso escritor Djalma Durval de Mello que editou o livro “Barão de Capanema”, inserindo fatos que retratam a história de Capanema que outrora fora chamada de Siqueira Campos.
Eis então o apanhado geral do papel em que a literatura é o principal protagonista que talvez nem precise de coadjuvantes e nem de ensaios para que as apresentações sejam recebidas com merecidos aplausos.

P.S – Que a literatura capanemense continue dando passos importantes e os próximos capítulos da história sejam lidos, relidos, além de arquivados em acervos guardados para a posteridade.
  

-Escritor e poeta com publicações autorais, mas também já tendo participado de antologias com circulação Nacional e Internacional.
- Integrante da Academia Capanemense de Letras e Artes-ACLA, ocupante da Cadeira nº 5 e da Literária Academie Lima Barreto, sediada na cidade do Rio de Janeiro/RJ, ocupante da Cadeira nº 15, correspondente aos literatos da Região Norte do Brasil.
- Na Câmara Brasileira de Jovens Escritores, até o mês de maio de 2016, contam 33 publicações em antologias mensais, fator que coloca o autor como um dos mais lidos do Brasil, superando a casa das 120 mil leituras em seus textos postados no site da CBJE (www.camarabrasileira.com.br), bem como nos livros editados que circulam em todo o Brasil.
- No site “Recanto das Letras”, há uma página com mais de 300 posts de poesias, artigos, contos e outros itens do gênero literário, espaço esse hospedado pelo site: www.paulovasconcellospoeta.com
- Além das atividades literárias, o autor exerce também a militância no jornalismo impresso, eletrônico e de radiodifusão, acrescidos pela manutenção de um blog em que são destacadas matérias culturais.    



Edição: Roberto Lisboa
Foto: Nazareno Maia

Comentários

MENSAGEM DA SEMANA